Friday, 15 May 2020 02:03

Artistas e personalidades africanas juntam-se online para concerto

Cerca de uma centena de artistas e personalidades africanas estão a mobilizar-se nas redes sociais para uma ação de “consciencialização sobre a pandemia e pensar no pós-vírus”, afirmou um promotor do evento que prevê um concerto ‘online’.

O projecto WAN [Worldwide Afro Network], organizado para o Dia Mundial de África, está também aberto a nomes do Oceano Índico, das Caraíbas e das Américas, devendo ocorrer durante todo o dia 25 Maio e estará sinalizado com as ‘hashtags’ “#JeSuisWan” e “#IAmWan”.
Citado hoje pela agência France-Presse, o músico senegalês Youssou N’Dour, padrinho do evento, refere que o ponto alto da celebração será um “show de duas horas” que terá “surpresas”.
“Foi Amobé Mévégué [um jornalista e produtor camaronês] que me contactou”, referiu N’Dour, acrescentando: “É uma honra para mim ser o padrinho deste evento”.
Segundo N’Dour, o evento pretende “sensibilizar para a luta contra a pandemia, mas também dizer que, em muitas áreas, nada voltará a ser o mesmo, e a cultura terá de desempenhar o seu papel no rescaldo”.
O músico apontou que a saúde deve ser uma prioridade, mas que é importante lembrar que a cultura “foi fortemente afetada pela crise sanitária e não deve ser esquecida no mundo” pós-covid-19.
“A cultura está no começo e no fim de tudo. Confio no génio dos atores culturais para participarem neste novo começo pós-coronavírus, nesta nova África”, afirmou o músico senegalês.
N’Dour referiu também que o concerto será uma oportunidade de “saudar a memória de Manu Dibango e Tony Allen [músicos africanos que morreram durante a pandemia de covid-19]”.
“Estas pessoas deixaram a sua marca em nós. Temos de manter a tocha acesa”, vincou.
Além de Youssou N’Dour, Angélique Kidjo, Fally Ipupa, Jimmy Cli, Tiken Jah Fakoly, Salif Keïta, Jocelyne Béroard e Jacob Desvarieux (Kassav') são alguns dos artistas que participarão nas festividades.
Segundo a organização, o concerto virtual será “transmitido gratuitamente em horário nobre nas redes sociais e, em parceria com a African Union Broadcasting, em quase 200 canais nacionais e privados do continente e da sua diáspora”.
O número de mortos da covid-19 em África subiu hoje para os 2.376, com mais de 68 mil infetados em 53 países, segundo as estatísticas mais recentes sobre a pandemia no continente.
A nível global, segundo um balanço da agência de notícias AFP, a pandemia de covid-19 já provocou mais de 289 mil mortos e infetou mais de 4,2 milhões de pessoas em 195 países e territórios.
Mais de 1,4 milhões de doentes foram considerados curados.
A doença é transmitida por um novo coronavírus detetado no final de dezembro, em Wuhan, uma cidade do centro da China.
Fonte: Lusa

Read 559 times

Leave a comment

Make sure you enter all the required information, indicated by an asterisk (*). HTML code is not allowed.

Viagens